Página Inicial







Em Foco
Setembro de 2018

As duas faces do Uganda
Por: José Carlos Rodríguez Soto, jornalista



A história recente do Uganda é a história de um êxito. Ou o contrário disso. Duas visões opostas de uma política que suscita acesos debates. Freddy Kyaruhanga está satisfeito com a reforma da Constituição que eliminou o limite de idade para ser presidente. Desde que pode votar sempre o fez por Museveni e repete que o continuará a fazer. Freddy é de Mbarara, a mesma região do mandatário, e nasceu em 1986, o mesmo ano da sua subida ao poder. Para ele, o movimento que trouxe a paz e a prosperidade. Depois da universidade, frequentou um mestrado em Administração em Londres e trabalha em Campala numa empresa internacional que lhe paga um ordenado com que pôde comprar um automóvel e começou a construir uma casa. Pertence à pujante classe média emergente e está orgulhoso das mudanças que viu durante as duas últimas décadas na sua região natal, com uma boa universidade pública, indústrias de produtos lácteos que dão emprego a muitos dos seus vizinhos, e produtores de gado que se tornaram pequenos...

Indique o seu nome de Utilizador e Palavra-chave para obter o texto completo.
Se já é assinante e deseja consultar os destaques on-line peça o Nome de Utilizador e Palavra Passe utilizando este formulário.





Comente esta informação

Imprimir   |   Enviar a um amigo



© copyright Missionários Combonianos - Revista Além-Mar | Todos os direitos reservados