Página Inicial







Em Foco
Setembro de 2017

A piada, uma arma contra o conflito
Por: MARÍA RODRÍGUEZ, em Uagadugu (Burkina Faso)



  Burkina Faso: o parentesco no escárnio   Comum na maioria dos países da África Ocidental, embora com uma presença especial no Burkina Faso, a parenté à plaisanterie (parentesco no escárnio) é uma forma de trato entre pessoas e comunidades que fortalece os vínculos entre grupos e indivíduos, mas que também se tornou um método efectivo para a resolução de conflitos.   Numa aldeia do Norte do Burkina Faso, enquanto carregam uma pequena furgoneta para levar os passageiros e as suas bagagens à capital, Uagadugu, um homem começa a gritar com outro. Todos os presentes olham para ele, curiosos, querem saber o que o irritou assim. De repente, o homem começa a conversar com aquele que o estava a incomodar e, pouco depois, começam a rir, apertam as mãos... E o desagrado esfuma-se por completo. Os pertences são carregados, todos ocupam os seus lugares e a pequena furgoneta inicia a marcha sem qualquer problema. Entre os Bambaras do Mali, o que aconteceu ali é conhecido como senenkunya;...

Indique o seu nome de Utilizador e Palavra-chave para obter o texto completo.
Se já é assinante e deseja consultar os destaques on-line peça o Nome de Utilizador e Palavra Passe utilizando este formulário.





Comente esta informação

Imprimir   |   Enviar a um amigo



© copyright Missionários Combonianos - Revista Além-Mar | Todos os direitos reservados