Página Inicial







Em Foco
Novembro de 2018

Jovens são pouco ouvidos, o sínodo começa agora
Por: ANTÓNIO MARUJO, jornalista do setemargens.com



Vaticano: Assembleia sinodal   A Igreja deve escutar os jovens e ir aos lugares onde eles vivem. Duas das linhas de reflexão referidas com insistência no processo sinodal que foi dedicado aos jovens. O trabalho a sério começa agora, depois da publicação do documento final e enquanto se aguarda a exortação do papa sobre o tema.   Dizia o cardeal Charles Maung Bo, arcebispo de Rangum, Mianmar: «O que ouvimos ao longo do sínodo é que os jovens são desconsiderados, pouco ouvidos.» E acrescentava: «Não é que os jovens sejam inúteis, mas são “pouco usados”.» Maung Bo falava, dia 23 de Outubro, na conferência de imprensa de apresentação do esboço de documento final do Sínodo dos Bispos que, nos dias 25 e 26 (já depois do fecho desta edição da Além-Mar), foi sujeito à votação dos seus 173 parágrafos, ponto por ponto. A assembleia, sobre o tema Os jovens, a fé e o discernimento vocacional, teve a participação de 257 bispos de todo o mundo e da Cúria Romana, além de vários convidados,...

Indique o seu nome de Utilizador e Palavra-chave para obter o texto completo.
Se já é assinante e deseja consultar os destaques on-line peça o Nome de Utilizador e Palavra Passe utilizando este formulário.





Comente esta informação

Imprimir   |   Enviar a um amigo



© copyright Missionários Combonianos - Revista Além-Mar | Todos os direitos reservados