Página Inicial







Sudão do Sul: Papa vai abrir primeira embaixada no país
8 de Junho de 2018

O Papa Francisco está pronto para abrir a primeira embaixada da Santa Sé no Sudão do Sul. A informação foi divulgada pela conferência dos bispos para o Sudão e o Sudão do Sul, que anunciou também o bispo queniano Mons. Mark Kadima a ser o primeiro núncio apostólico residente do Sudão do Sul.

 

A decisão de Francisco em nomear um embaixador residente em Juba representa um aprofundamento dos laços entre a Santa Sé e o país africano devastado pela guerra, enquanto abre caminho para uma possível visita papal.

 

"O passo dado por nosso papa Francisco aquece os corações das vítimas da guerra, pisoteados nessas nações, e simboliza o amistoso vínculo entre o Sudão do Sul e a Santa Sé", disse o bispo Eduardo Hiiboro Kussala, presidente da Conferência Episcopal do país.

 

“Desde o primeiro dia do seu Pontificado, nunca deixou de rezar por nós, planeou uma visita pastoral e agora abriu o Consulado”, acrescentou o bispo.

 

Kartum e Nairobi já possuem seus bispos. Cinco dioceses ainda precisam de um bispo: Wau, Rumbek, Malakal, Torit e Juba.



© copyright Missionários Combonianos - Revista Além-Mar | Todos os direitos reservados