Página Inicial







Moçambique: Liga dos Direitos Humanos condena assassinato de Amurane
10 de Outubro de 2017

Foi assassinado com três tiros o Presidente do Conselho Municipal de Nampula, em Moçambique.

 

Para a presidente da Liga Moçambicana dos Direitos Humanos, Alice Mabota, estas situações ocorrem "porque os criminosos não são punidos".

 

Mahamudo Amurane foi originalmente eleito pelo Movimento Democrático de Moçambique (MDM), mas, nos últimos anos, afastou-se gradualmente do partido. Em agosto último Amurane admitiu deixar o partido e concorrer à presidência do município de Nampula nas eleições do próximo ano encabeçando outro projeto político.

 

Lutero Simango, líder da bancada parlamentar do MDM, segundo maior partido da oposição moçambicana, disse à agência de notícias Lusa que o crime representa "um grande choque" e apelou às autoridades para que descubram o que se passou.

 

"O que está a acontecer em Moçambique, hoje, é que o crime está cada vez mais a controlar o Estado e isso é mau para a democracia e para tudo", concluiu.



© copyright Missionários Combonianos - Revista Além-Mar | Todos os direitos reservados