Página Inicial







Paquistão: Cristã libertada e levada para local secreto
8 de Novembro de 2018

Após nove anos de prisão, Asia Bibi, a mulher católica acusada injustamente de ter insultado o profeta Maomé, foi libertada.

 

“Ela foi libertada e soube que a levaram para um avião, mas ninguém sabe a destinação”, disse o advogado Saif ul-Mulook.

 

De acordo com o defensor, a ordem de libertação chegou na quarta-feira, 7 de novembro, ao Cárcere de Multan, no Punjab, onde Bibi estava presa.

 

As declarações do advogado foram feitas fora do Paquistão por motivos de segurança, sendo que ele recebeu numerosas ameaças de morte.

 

O marido de Asia Bibi, Ashiq Masih, pediu asilo para sua família nos Estados Unidos, na Grã-Bretanha, Canadá ou Itália, afirmando que seria muito perigoso permanecer no Paquistão.

 

Asia Bibi, a mulher católica de 47 anos, mãe de 5 filhos, foi condenada à morte em 2010 por uma falsa acusação de blasfémia. No passado dia 31 de outubro, foi absolvida pelo Supremo Tribunal do Paquistão.



© copyright Missionários Combonianos - Revista Além-Mar | Todos os direitos reservados